05 de outubro de 2016

Produtividade tem limite

Rotina

Não tem como fugir, todos temos muitas coisas para fazer em poucas horas do dia, incluindo dormir e se você for dos meus, dormir é muito importante.
A conta parece não fechar em apenas 24 horas… a não ser que você aprenda a ser produtivo.

Quando estava em um escritório de uma big pharma, produção era meu nome do meio.
Controlava tudo, entregava tudo, participava de tudo.

Bacana, né? Mais ou menos…

pensamento, pensamentos, produzir, produtividade, limite, stress, doente, doença, é bom, é ruim, glamour, elegante, chique, limite, controle, disciplina, realização, , atual, jovem, jovens, mulheres, garota, garotas, irreverente, descolada, criativa, online, são paulo, brasil, sao paulo, loja, fashion, fashionista, Brasil, Brazil, jovem, dica, dicas , estilo, moda, estilosa, lojas, petit, andy, blog, blogueira, moda blogueira, blogueira de moda, blog de moda, como ser blogueira, estilo, estilosa, blog de estilo, blogueira estilosa, blog moderno, blogueira moderna, blogueira famosa, blogueira são paulo, blogueira sao paulo, blogueira paulista, blogueira paulistana, blog de beleza, beleza, blogueira de beleza, cosméticos, cosmeticos, são paulo, sao paulo, paulista, paulistana, petitandy, Petit Andy, petitandy.com, Andréia, Andreia, Campos, Andréia Campos, Andreia Campos,

Esta coisa de ser sempre produtivo, de otimizar sempre nosso trabalho e nosso tempo… isso faz com que trabalhemos (no sentido amplo da palavra) sempre em um ritmo muito maior do que o natural.
Sem perceber, acabamos com uma vida baseada no limite do que aguentamos.

Quando chegava em casa já havia entregado tudo que era capaz e o que conseguia pensar era: nada. Literalmente nada.

Não sei porque, mas ninguém associa a palavra “produtividade” ao “stress”.
Tenho para mim que se não fosse a busca excessiva por “ser produtivo” teríamos uma vida mais saudável.

pensamento, pensamentos, produzir, produtividade, limite, stress, doente, doença, é bom, é ruim, glamour, elegante, chique, limite, controle, disciplina, realização, , atual, jovem, jovens, mulheres, garota, garotas, irreverente, descolada, criativa, online, são paulo, brasil, sao paulo, loja, fashion, fashionista, Brasil, Brazil, jovem, dica, dicas , estilo, moda, estilosa, lojas, petit, andy, blog, blogueira, moda blogueira, blogueira de moda, blog de moda, como ser blogueira, estilo, estilosa, blog de estilo, blogueira estilosa, blog moderno, blogueira moderna, blogueira famosa, blogueira são paulo, blogueira sao paulo, blogueira paulista, blogueira paulistana, blog de beleza, beleza, blogueira de beleza, cosméticos, cosmeticos, são paulo, sao paulo, paulista, paulistana, petitandy, Petit Andy, petitandy.com, Andréia, Andreia, Campos, Andréia Campos, Andreia Campos,

Entendo que as máquinas no geral são algo recente na história da humanidade. Entendo que o potencial e a velocidade dela ainda nos surpreenda. E que se supere a cada dia.
Mas olho para a sociedade que vivemos… será que já não passou da hora de perceber que humanos e máquinas são coisas diferentes?

A ciência e a tecnologia evoluem a cada dia. Elas mudaram a balança drasticamente!
Hoje podemos viver muito mais e melhor do que qualquer antepassado. Quando foi que o homem deixou de usar isso ao seu favor?

As doenças psicossomáticas já são consideradas o “mal do século” e uma das prováveis causas é esta cobrança.
Quando foi que a tecnologia passou a ser um “modelo” e passamos a ter que produzir quase que no mesmo ritmo? Porque passamos ela para o outro lado da balança?

Encerro meu pensamento com um apelo:
Caro leitor, caso você se considere uma pessoa altamente produtiva, por favor, cuide-se.
Ao contrário do que parece, a produtividade tem limites.

Andréia Campos
06 de junho de 2016

Contentar-se

Rotina

É engraçado como “contentar-se” é algo tão subjugado na nossa cultura…

Talvez tenhamos sido induzidos pelo capitalismo a não nos satisfazer com nada. Ou talvez seja a eterna insatisfação do ser-humano.

Não sei como aconteceu, mas o fato é que contentar-se virou popularmente um sinônimo de algo ruim, de se satisfazer com menos do que se merece… quando no dicionário significa apenas “estar feliz”.

Estresse e depressão são as duas doenças mais predominantes nos dias atuais… e acredito que a má interpretação que temos hoje sobre este assunto é uma das causas destes problemas.

Somos constantemente incentivados ao “mais”.
Aprender mais, trabalhar mais, ganhar mais, comprar mais, ter um(a) parceiro(a) mais bonito(a), fazer esportes, ler mais, acompanhar os noticiários, ficar em forma…

Nunca é o suficiente!
Olha só o tamanho desta pressão!

nossa sociedade está obcecada por cobrar “melhorias” constantes! Estamos sempre correndo atrás do que falta… principalmente nos outros.

É nesta hora que precisamos recuperar o sentido de “contentar-se”.

Olhe para você, para as pessoas que estão com você e para as suas atividades.
Elas te fazem bem? Não estou perguntando se te melhoram, estou perguntando se te deixam felizes. Se te complementam e trazem paz ao seu espírito.

Se a resposta for sim: contente-se!

Aprenda a ver e apreciar quem você tem a sua volta por quem elas são (e não por quem podem ser).
Sinta-se agradecido pelo que tem e privilegiado pelo que aprendeu e pelas possibilidades que tem a sua frente – e por poder aproveitá-las ou não! (a escolha e sua e o caminho certo é aquele que te faz feliz.)

Contentar-se é ver a vida como um copo meio cheio, e mudanças positivas são gotas a mais em um copo cada vez mais cheio.

Andréia Campos
01 de Abril de 2016

Todos os dias existem motivos para comemorar

Rotina

Nas últimas duas semanas eu não postei nada por aqui.

Peguei uma gripe bem forte, e ela acabou me trazendo uma sinusite complicadinha, então andei sem animo para muita coisa.
Talvez pela influência da gripe, estas duas semanas estive um pouco chateada..

As vezes estes sentimentos aparecem sem nenhum motivo e vão se apoderando das nossas vontades…

Você pode começar a ter pensamentos negativos, focar apenas o que não deu certo, deixar de ver as oportunidades… e com isso criar um ciclo negativo.

Coisas ruins sempre vão aparecer nas nossas vidas,
mas nós temos o poder de não permitir que elas fiquem.

Eu estava nesta gripe chata, e em algum momento acabei me deixando chatear pelo que minha cabeça começou a criar.
Foram duas semanas sem ter inspirações e me chateando por não conseguir algumas coisas… coisas que minha cabeça inventou de última hora só pra me chatear.

Quando finalmente melhorei da sinusite, pude perceber que estava neste ciclo negativo. Foi então que comecei a buscar as coisas que haviam acontecido de bom e que eu havia perdido.

Todos os dias existem motivos para comemorar.
É preciso estar atento aos sinais.

Durante esta rápida recapitulação, logo pude perceber várias coisas sensacionais que aconteceram.

Conheci uma pessoa que trabalha em uma editora e me deu vários livros, me encontrei com amigos que não via há tempos, pude ler e assistir muita coisa boa… e … VOCÊS, SEUS LINDOS!

Durante estas duas semanas o Petit Andy conquistou tanta coisa graças a vocês:

  • Passamos de 7.000 no Facebook
  • Interação com os leitores no Blog e no Facebook (amo muito poder conversar e ouvir vocês!)
  • Vários novos inscritos e comentários no nosso canal no Youtube (só amor por vocês!)
  • Vários novos seguidores e comentários no nosso Instagram

Queria poder agradecer pessoalmente a cada um, mas ficaria um post enorme e duvido que alguém leria até o fim (hahaha). São muitas coisas maravilhosas, e que me deixaram extremamente feliz!

Eu ativo as notificações em todas minhas mídias, assim posso ver o nome e rostinho de cada um de vocês e ir decorando, sabe?
Quem sabe um dia ainda não consigo conhecer vocês e reconhecer cada um?

Mas enquanto não posso agradecer pessoalmente, posso pelo menos dedicar este post para vocês que me ajudaram e me fizeram feliz em um momento que eu estava precisando.
Como a gente pode gostar tanto de pessoas que nem conhecemos pessoalmente? Não sei… só sei que gosto! (hihihi)

Eu sei como esta vida de internet é doida… cada hora tem uma novidade e não falta conteúdo interessante por aí.
Por isso, quero que você saiba que tenho um carinho enorme por você, que gasta um minutinho do seu tempo para se inscrever no nosso canal do Youtube, que interage na página do Petit Andy no Facebok, e que sempre está voltando no blog para ver quais são as novidades.

Vocês são o que me motiva!
Sintam-se muito abraçados, beijados e muito apertados!

*todas as imagens foram retiradas da página da Pixar.

Blog: http://petitandy.com
Youtube: https://www.youtube.com/c/Petitandyblog
Facebook: https://www.facebook.com/blogpetitandy
Instagram: https://www.instagram.com/petit_andy/

Andréia Campos
Página 1 de 212
Petit Andy no YouTube. Se Inscreva!