16 de setembro de 2016

De onde vem “Engolir o Sapo”?

Curiosidades

Aguentar aquela reclamação injusta do chefe sem falar nada. Levar aquela bronca dos pais e ficar quieto para não piorar.

Quem nunca engoliu um sapo, não é mesmo?

Estes dias escutei esta expressão e pela primeira vez percebi como ela é estranha!
O que tem a ver o sapo com os nossos problemas? E porque quem engole o sapo não pode reclamar?egito, egípcio, conto, história, judeu, egito judeu, judeu egípcio, conto judeu egito, bíblia, bíblia judeu egito, peste, pestes, praga, rãs, sapos, engolir o sapo, de onde vem engolir o sapo, origem, origem engolir o sapo, teoria engolir o sapo, curiosidade engolir o sapo, curiosidade, curiosidade de onde ver engolir o sapo, expressão engolir o sapo, , novidade, novo, fofo, pequeno, pequena, atual, jovem, jovens, mulheres, garota, garotas, irreverente, descolada, criativa, online, são paulo, brasil, sao paulo, loja, fashion, fashionista, Brasil, Brazil, jovem, dica, dicas , estilo, moda, estilosa, lojas, petit, andy, blog, blogueira, moda blogueira, blogueira de moda, blog de moda, como ser blogueira, estilo, estilosa, blog de estilo, blogueira estilosa, blog moderno, blogueira moderna, blogueira famosa, blogueira são paulo, blogueira sao paulo, blogueira paulista, blogueira paulistana, blog de beleza, beleza, blogueira de beleza, cosméticos, cosmeticos, são paulo, sao paulo, paulista, paulistana, petitandy, Petit Andy, petitandy.com, Andréia, Andreia, Campos, Andréia Campos, Andreia Campos

Não é um acordo entre os estudiosos, mas a versão mais bem aceita é de que esta expressão popular tem origem em um conto bíblico.

Como sabemos, quando o faraó egípcio se recusou a libertar os judeus, Deus lançou dez pragas no Egito. A segunda delas foi uma invasão de rãs.
Não havia uma casa que não estivesse infestada. Cada vez que se abria uma porta ou uma janela, uma nova leva de sapos invadia as casas.

Colher as plantações? Com sapos.
Preparar alimentos? Com sapos.
Comer? Com sapos.

Mesmo assim o faraó não aceitou a libertação dos judeus, o que fez com que o povo egípcio tivesse de suportar esta condição por mais tempo.

Criou-se então a ideia de que aceitar algo desagradável seria “engolir o sapo“.

 

Andréia Campos
10 de agosto de 2016

Animais: as mentiras que ainda acreditamos

Curiosidades

Animais!
Tem coisa que a gente ame mais? Não, não tem! hihihi

Pois é, nem esses lindos escaparam das fofocas e invenções humanas…

curiosidade, curiosidades, animais, é verdade, verdade, zebra, zebras, piranha, piranhas, existe, existiu, como é, novo, fofo, pequeno, pequena, atual, jovem, jovens, mulheres, garota, garotas, irreverente, descolada, criativa, online, são paulo, brasil, sao paulo, loja, fashion, fashionista, Brasil, Brazil, jovem, dica, dicas , estilo, moda, estilosa, lojas, petit, andy, blog, blogueira, moda blogueira, blogueira de moda, blog de moda, como ser blogueira, estilo, estilosa, blog de estilo, blogueira estilosa, blog moderno, blogueira moderna, blogueira famosa, blogueira são paulo, blogueira sao paulo, blogueira paulista, blogueira paulistana, blog de beleza, beleza, blogueira de beleza, cosméticos, cosmeticos, são paulo, sao paulo, paulista, paulistana, petitandy, Petit Andy, petitandy.com, Andréia, Andreia, Campos, Andréia Campos, Andreia Campos

Piranhas:
Quem nunca assistiu algum filme com estes animais “assassinos” que jogue a primeira pedra!
Ficção a parte, na vida real elas raramente atacam seres vivos, e sobrevivem se alimentando de outros animais já em decomposição no fundo dos rios.

Preguiças:
A “preguiça” que atribuímos ao animal vem dos primeiros estudos feitos com o animal, onde foi verificado que elas dormiam até 16 horas por dia…. mas a realidade é que este resultado é bem tendencioso.
As preguiças analisadas moravam em cativeiro, e por isso levavam uma vida bem mais tranquila. Na natureza elas tem uma média de sono de 8 horas por dia, pois não poderiam ficar tanto tempo vulneráveis aos predadores.

Zebras:
Com sua arrogância natural, o ser-humano logo assumiu que, assim como outros animais da natureza, as listras das zebras serviam de camuflagem de seus predadores.
Porém, quando se deram o trabalho de estudá-las, verificaram que suas listras não influenciam em nada em sua sobrevivência, pois seus predadores as identificam pelo cheiro, muito antes sequer de estarem perto o suficiente para enxergá-las.

Andréia Campos
04 de maio de 2016

Seu sistema digestivo é (quase) primitivo.

Curiosidades

Os homens das cavernas, vivendo apenas do que caçavam.
Não dominavam a agricultura e nem conheciam alimentos como o queijo ou até mesmo o leite… que primitivos!

Muita coisa mudou na vida do homem até os dias atuais, mas o seu sistema digestivo não é uma delas.

curiosidade, curiosidades, alimentação, comida, leite, alimento, comer, comida, lactose, genética, faz bem, comer, motivo, porque, por que, digerir, digestão, alergia, alergico, alérgico, mal, faz, bem, homem das cavernas, homem, caverna, leite, leites, enzima, gene, genética, genetica, animal, animais, consumo, consumir, pequeno, pequena, atual, jovem, jovens, mulheres, garota, garotas, irreverente, descolada, criativa, online, são paulo, brasil, sao paulo, loja, fashion, fashionista, Brasil, Brazil, jovem, dica, dicas , estilo, moda, estilosa, lojas, petit, andy, blog, blogueira, moda blogueira, blogueira de moda, blog de moda, como ser blogueira, estilo, estilosa, blog de estilo, blogueira estilosa, blog moderno, blogueira moderna, blogueira famosa, blogueira são paulo, blogueira sao paulo, blogueira paulista, blogueira paulistana, blog de beleza, beleza, blogueira de beleza, cosméticos, cosmeticos, são paulo, sao paulo, paulista, paulistana, petitandy, Petit Andy, petitandy.com, Andréia, Andreia, Campos, Andréia Campos, Andreia Campos

Primeiro precisamos entender: se a história da humanidade tivesse apenas 100 anos, nos 95 primeiros anos seríamos caçadores/coletores e somente nos últimos 5 anos passamos a ser agricultores. E apenas nos últimos minutos conhecemos a comida industrializada.

Sendo assim, podemos entender que nosso ritmo de vida e paladar se adaptaram para gostar do novo estilo de vida e seus novos sabores, mas o nosso corpo ainda não teve tempo de se adaptar a eles.

Alguns especialistas associam a esta inadequação alimentar a várias doenças existentes na sociedade atual… mas isso é outro assunto.

O homem primitivo vivia da caça, e por isso manter um animal vivo para se alimentar de seu leite era algo impensável.
Sem falar na dificuldade de se domesticar um animal suficientemente até que ele permitisse ser ordenhado….

curiosidade, curiosidades, alimentação, comida, leite, alimento, comer, comida, lactose, genética, faz bem, comer, motivo, porque, por que, digerir, digestão, alergia, alergico, alérgico, mal, faz, bem, homem das cavernas, homem, caverna, leite, leites, enzima, gene, genética, genetica, animal, animais, consumo, consumir, pequeno, pequena, atual, jovem, jovens, mulheres, garota, garotas, irreverente, descolada, criativa, online, são paulo, brasil, sao paulo, loja, fashion, fashionista, Brasil, Brazil, jovem, dica, dicas , estilo, moda, estilosa, lojas, petit, andy, blog, blogueira, moda blogueira, blogueira de moda, blog de moda, como ser blogueira, estilo, estilosa, blog de estilo, blogueira estilosa, blog moderno, blogueira moderna, blogueira famosa, blogueira são paulo, blogueira sao paulo, blogueira paulista, blogueira paulistana, blog de beleza, beleza, blogueira de beleza, cosméticos, cosmeticos, são paulo, sao paulo, paulista, paulistana, petitandy, Petit Andy, petitandy.com, Andréia, Andreia, Campos, Andréia Campos, Andreia Campos

Para o ser humano, o leite estava presente apenas na primeira infância, com o leite materno. Nenhum animal no planeta bebe o leite de outro animal, com exceção dos humanos.
Por isso o homem primitivo jamais chegou a saber que na sua fase adulta ele era intolerante a lactose.

Apenas com a evolução da sociedade foi que passamos a domesticar animais para que eles pudessem nos auxiliar em tarefas do dia-a-dia, e com isso, viramos consumidores do leite de origem animal, e assim começamos a desenvolver nosso sistema para ser capaz de digerir a proteína do leite… porém, alguns estudos mostram que nas regiões do Mediterrâneo e do Japão 65% da população ainda não desenvolveu as enzimas necessárias para que possamos consumir a lactose.

 

Andréia Campos
Petit Andy no YouTube. Se Inscreva!