16 de novembro de 2015

Resenha: Barba Ensopada de Sangue

Filmes / Seriados / Livros

Faz mais de um mês que terminei o livro intitulado Barba Ensopada de Sangue, do brasileiro Daniel Galera.

Por que ainda não resenhei aqui? Vocês vão entender…

livro, livros, resenha, resenhas, indicação, indicaçao, indicacao, gostei, gosto, ler, leitura, Daniel Galera, Barba Ensopada de Sangue, capas, vermelha, verde, azul, não gostei, não entendi, ruim, reprovado, avaliacao, avaliaçao, avaliação, blog, blogueira, petit, andy, petit andy, petitandy, petitandy.com, Andréia, Andreia, Campos, Andréia Campos, Andreia Campos, blogs


História

Sem nunca revelar seu nome ao leitor, acompanhamos o ano mais conturbado da vida do professor em educação física apaixonado pelo mar.

O título sangrento se justifica logo nas primeiras páginas, quando seu pai o chama para uma revelação: irá se matar, e nada o faz mudar de ideia.
Seu plano está elaborado, mas precisa de ajuda. Quer que o filho sacrifique sua cachorra após seu suicídio, pois diz que ela não irá suportar sua ausência.

Como era de se esperar, este fato deixa o “nadador” muito transtornado. Ele precisa de um objetivo e acaba se decidindo por descobrir mais sobre o passado misterioso de seu avô.
Dizem que estava sempre mudando de cidade, devido as brigas e inimizades que fazia pelo caminho. A última notícia é de que teria sido assassinado em Garopaba (litoral de Santa Catarina), porém nunca encontraram seu corpo.

Ao se mudar para a cidadezinha aparentemente pacata, acaba se encontrando. Conhece várias pessoas, várias personalidades, e consegue os compreender apesar de tudo.

Sua amizade com um budista gera os textos mais reflexivos do livro. Podemos fazer alguma comparação destas conversas com o fato de o professor ter uma doença neurológica que o impossibilita de lembrar do rosto das pessoas e por isso faz com que ele as reconheça por outros modos, como o toque ou o ritmo da respiração. Modos que mostram que somos mais únicos do que pensamos.

Apenas no último capítulo podemos entender mais da vida do personagem antes do fatídico encontro com o pai, prestes a cometer o suicídio. Só então temos mais informações sobre sua ex-esposa e seu odiado irmão. Também temos informações sobre seu avô e finalmente, informações sobre ele mesmo.

Sei que este último paragrafo pode ter te deixado confuso, mas acredite, muita coisa é revelada apenas no final do livro e se eu explicar algo além disso corro o risco de estragar sua jornada pela vida do “nadador”.



livro, livros, resenha, resenhas, indicação, indicaçao, indicacao, gostei, gosto, ler, leitura, Daniel Galera, Barba Ensopada de Sangue, capas, vermelha, verde, azul, não gostei, não entendi, ruim, reprovado, avaliacao, avaliaçao, avaliação, blog, blogueira, petit, andy, petit andy, petitandy, petitandy.com, Andréia, Andreia, Campos, Andréia Campos, Andreia Campos, blogsAvaliação

Pesquisei muito antes de poder fazer minha avaliação. Vi que o livro foi lançado em 2012 com grande investimento da editora em sua divulgação.
Me desculpem os ingênuos, mas quando vejo resumos parecidos demais e até os mesmos elogios (com palavras iguais), fico receosa.

Teria alguém comprado a matéria e enviado um texto padrão para eles? Talvez.
Teria sido apenas preguiça do site/blog de fazer um texto original? Mais provável.
Ou teria o autor deste site/blog ficado intimidado com todas as campanhas enaltecendo o livro? Muito provável.

É difícil resumir um romance. Mas o livro conta a história de um professor de educação física, Gaudério, após a morte do pai dele. O vô dele morreu em circunstâncias misteriosas em Garopaba e ele se muda para lá para tentar descobrir” – Daniel Galera

Não sei se exagerei, mas quando o próprio autor faz este resumo eu espero por um livro de mistério/aventura. Exatamente por encontrar muito pouco deste gênero na obra, me senti decepcionada, para não dizer enganada.

Não vou ignorar todos os elogios que li pela internet. Sim, o livro monta muito bem o psicológico do personagem principal, descreve as cenas precisamente e realmente são feitos bons questionamentos durante suas conversas com seu amigo budista.

Temos uma reviravolta interessante no último capítulo, que sinceramente, foi o único que me prendeu na leitura. Até consegui simpatizar com o nadador, principalmente por tudo que ele faz por seu animalzinho de estimação, mas quando um livro termina e continuo do mesmo modo que comecei o livro, esta é a pior sensação que um livro pode me oferecer.

Se procurarem pela internet verão que sou praticamente a única pessoa que não gostou do livro. Mas mesmo algumas das que gostaram, chegaram a criticar o abuso do texto descritivo no livro.
Sinceramente? Não aguentei e precisei pular alguns trechos….

“Naqueles primeiros dias de maio ele vê algo que depois suspeitará ter sido um sonho. […]. Uma névoa precoce encobre parte da areia ao longo da praia e há um cheiro de animais marinhos em decomposição no ar. Deixa a bicicleta e a mochila encostadas na parede de madeira do bar e desce até a beira. A água está gelada de doer mas ele entra mesmo assim. […]Os pulmões inflam desesperados e espremem cada grama de ar para fora dos alvéolos em reação à temperatura congelante, a pele queima, a cabeça lateja. […] A transição da água gelada para o ar quente é animadora e ele decide caminhar até secar. A névoa vai desaparecendo à medida que ele a atravessa pelo meio da praia e está lá de novo quando ele alcança o morro do Índio e olha para trás. […] Senta na areia da Ferrugem e fica olhando o mar, depois deita e fecha os olhos. Levanta um pouco mais tarde sem saber ao certo se cochilou. […] As formas parecem estar ao mesmo tempo próximas e borradas pela distância. Têm algo de holográfico.”  – trecho do livro “Barba Ensopada de Sangue”

Desculpem minha dura crítica. Volto a citar que não encontrei mais ninguém que tivesse se decepcionado tanto quanto eu…
Se tiver se interessado pelo livro, talvez seja melhor você ler e fazer sua própria avaliação.

Já leu o livro? Então por favor me ajude a entender se estou certa ou se não peguei o espírito do livro!

Andréia Campos
Escreva seu Comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui
9 comentários
  1. Ah cara, quando a gente não gosta de um livro não há quem mude nosso pensamento. Sei bem como é isso e volta e meia passo pela mesma situação. O livro parece ter um bom plot, mas é aquela coisa, cada um tem que ler pra tirar sua opinião, como você mesma disse.

    • Nossa, é muito triste isso!
      As vezes o livro pode até ser bom, mas por entregar algo diferente do proposto cria essa decepção, e as vezes ele pode até ser bom, mas não dá ra avaliar pq já estamos decepcionados…

      Obrigada pela visita, Ju!
      Bjs,
      Andréia Campos
      http://petitandy.com

  2. Não li e não conhecia. Infelizmente muita gente acaba nem lendo o livro e “escrevendo” resenhas idênticas na internet. Me dá até preguiça… Quanto à parte excessivamente descritiva, acho isso um saco! Parece que faltou conteúdo e ficaram descrevendo a paisagem. Só perdoo o Tolkien por fazer isso!
    Beijos!
    Blog Vintee5 | Canal Vintee5

    • Pois é Lu, percebi isso mesmo!
      Não entendo o objetivo, pra que falar de um livro se você não leu? Quem ler ou até quem procurar pelo livro vai perceber… fica chato demais!
      Hahahaha, Tolkien tenho que concordar. Gente, se ele tivesse cortado os EXCESSOS tinha ficado apenas um livro de 200 páginas, hahaha.

      Beijos!
      Andréia Campos
      http://petitandy.com

  3. Puxa, acho que acontece isso mesmo que a lu falou aqui em cima. as pessoas nao leem direito os livros e fazem as resenhas tudo copiadas :S Pela sinopse, eu estava achando bem interessante por ser de mistério, mas se não é. é enganação mesmo hehehe
    adorei a resenha :)

    • Puxa, obrigada Duds ?
      Tentei ser imparcial durante a resenha da história. Mas é como eu também disse para a Lu, pq as pessoas teimam em copiar as resenhas dos outros, né?
      Se não leram, ou não gostam de fazer resenha, é só não fazer! Melhor do que ficar copiando, né?
      Enfim… :p

      Beijão!
      Andréia Campos
      http://petitandy.com

  4. OLÁ TUDO BEM?
    VIM AGRADECER POR SUA VISITA
    AQUELE POTE ERA UMA VELA AROMÁTICA COM CHEIRO DE CHOCOLATE.
    AQUELA LOJA É UM SONHO MESMO.
    REALMENTE É CHATO SE DECEPCIONAR COM UM LIVRO, OU O CONTEÚDO NÃO BATER COM OS QUE AS PESSOAS FALAM SOBRE O LIVRO.
    BJS

    http://BEMCANDY.BLOGSPOT.COM.BR

  5. oláa,

    Eu já tinha ouvido falar desse livro, vi algumas resenhas e realmente a maioria gostaram do livro. mas cada um tem um gosto, né? no começo da resenha comecei a me interessar na história, fiquei meio em dúvida depois da sua crítica. mas nunca foi um livro que eu vi e fiquei meu deus, eu preciso ler, sabe? Quanto a resenhas IDÊNTICAS, dei sorte de não encontrar nenhuma, porque é bem chatinho né? prefiro uma opinião sincera sobre as coisas <3

    Gostei da sua resenha, quem sabe um dia eu leia o livro, mas não me chamou muito a atenção.

    Beijos no core

Petit Andy no YouTube. Se Inscreva!